terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Hipopótamo morre após sofrer ataque dentro de zoológico em El Salvador

Um hipopótamo, conhecido como Gustavito, foi morto por criminosos ainda não identificados no Zoológico Nacional de El Salvador, na capital San Salvador. De acordo com a Secretaria de Cultura da Presidência, o animal sofreu um ataque com armas cortantes e contundentes, provavelmente na noite de quarta para quinta-feira da semana passada. Por causa dos ferimentos, Gustavito morreu na noite deste domingo.
Segundo o jornal local “La Prensa Gráfica”, na quinta-feira os tratadores observaram um comportamento não habitual de Gustavito, que ficou o tempo inteiro na piscina e não se alimentou. A anomalia fez com que os veterinários realizassem um exame, que detectou “hematomas e lacerações na cabeça e no corpo”, assim como “cólicas e dores abdominais”, informou a veterinária-chefe do zoológico, Virna Ortiz.
O governo ordenou a abertura de investigação pela Polícia Nacional Civil, que classificou os criminosos como pessoas que “não têm o mínimo respeito pela vida da fauna”.
— Esse fato nos indignou e, embora não tenhamos antecedentes no parque, como secretária de cultura condenamos energicamente. Dei instruções para que as medidas de segurança apropriadas sejam redobradas — disse a secretária de Cultura, Silvia Elena Regalado. — Também falei com autoridades da Polícia Nacional Civil, que me asseguraram apoio na segurança do perímetro e interior do parque durante a noite.
Segundo a veterinária, o hipopótamo recebeu tratamento com doses de analgésicos a cada oito horas para reduzir a dor, anti-inflamatórios e outros medicamentos. Apesar disso, ele não resistiu. Gustavito, que era o único hipopótamo de El Salvador, foi enterrado na manhã desta segunda-feira, seguindo recomendações sanitárias recomendadas por especialistas.