terça-feira, 29 de março de 2016

Na sessão para votar impeachment, Cunha anunciará nome dos ausentes

Em conversa com aliados, o presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), tem insistido no dia 17 de abril para votar abertura de processo de impeachment da presidente Dilma. A data vai cair num domingo. Caso não seja possível, ele já tem uma nova data no calendário: o feriado de 21 de abril. Cunha quer uma sessão longa. 

O grande temor dos aliados do impeachment é com a possibilidade de o Palácio do Planalto conseguir uma ausência maior de deputados para evitar os 342 votos necessários para a abertura do processo de impedimento de Dilma. Por causa disso, Cunha já avisou que fará uma sessão demorada e que vai registrar no microfone várias vezes os nomes dos deputados ausentes.