quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Video Aula - Vergonha Alheia - REMIX

Van atropela multidão em Barcelona e deixa ao menos 13 mortos e 100 feridos

O Itamaraty informou que até agora não há registro de brasileiros entre as vítimas - Andreu Dalmau/Agência Lusa/EPA/Direitos reservados/Divulgação/NDBARCELONA, ESPANHA (FOLHAPRESS) - Uma van subiu no calçadão das Ramblas, o mais movimentado de Barcelona e atropelou centenas de pedestres na tarde desta quinta-feira (17), deixando ao menos 13 mortos e uma centena de feridos em mais um atentado terrorista na Europa que usa um veículo como arma. A facção terrorista Estado Islâmico reivindicou a autoria do ataque, mas não havia, até as 20h, comprovação do vínculo.

O atentado ocorreu por volta das 17h, quando as Ramblas, uma via de grande circulação que liga uma praça central à orla da cidade, estavam especialmente movimentadas. O chefe dos Mossos d'Esquadra (polícia catalã), Josep Lluís Trapero, afirmou que o motorista do veículo fugiu a pé após deixar a van em frente ao Teatro del Liceu. Até as 20h, seu paradeiro continuava desconhecido.
A polícia afirma que as vítimas são de diversas nacionalidades. Não há, porém, registro de brasileiros entre elas, segundo o Itamaraty. Dois suspeitos de ligação com o atentado foram presos. Um deles é o marroquino Driss Oubakir, 28, que tinha status de residente legal e mora em Ripoll, a 105 km de Barcelona, e teria alugado a van usada pelo terrorista nos arredores da cidade costeira.
O outro detido é um espanhol do enclave de Melilla, no norte da África, cujo nome não foi divulgado.
O homem, segundo a polícia, seria o responsável por uma explosão vinculada ao ataque em um prédio de Alcalar, a 202 km de Barcelona -na ação, ocorrida de madrugada, uma pessoa morreu e sete ficaram feridas.
Por volta das 2h de sexta (21h de quinta no Brasil), a polícia afirmou ter abortado um segundo ataque terrorista em Cambrils, a cerca de 1h de Barcelona, matando suspeitos. Não foram divulgados mais detalhes até as 20h.O premiê da Espanha, Mariano Rajoy, foi à Barcelona para coordenar os esforços de segurança, que serão reforçados na cidade catalã.
Vídeos em redes sociais mostram feridos recebendo atendimento nas ruas. Testemunhas afirmam que pessoas pediram abrigo em estabelecimentos próximos ao local do atropelamento.
A gerente de vendas Ambra Gorini, que trabalha em um prédio nas proximidades do ocorrido, afirma que muitas pessoas se abrigaram em lojas e só foram liberadas pela polícia duas horas depois do ataque. "Assustador e estranho", disse ela.
Em outros casos, pessoas confinadas nas regiões próximas ao atentado só receberam autorização da polícia por volta da meia-noite.
O casal de brasileiros Maurício Kanno, 34, e Francielle Piuco Biglia, 33, conta que ficou cerca de três horas em uma biblioteca a cerca de 150 metros das Ramblas após o atentado, por recomendação de um policial a paisana. Eles estavam nas Ramblas na hora do ataque.
"Vimos um monte de gente correndo, não estávamos entendendo o que acontecia. Depois vimos um carro preto parar e saírem policiais com armas. Queria pegar o metrô, mas estava tudo fechado. Acabamos indo para a biblioteca", diz Biglia, há oito anos em Barcelona.
Poucas horas após o ataque, muitas pessoas já doavam sangue nos hospitais da cidade, embora a polícia tenha informado que os estoques para atender os feridos eram suficientes.
O assistente de logística Hector Flores está entre a centena de voluntários no hospital Sant Pau, que encontrou através das hashtags "#Barcelona" e "Ramblas" em uma rede social. "A gente está retuitando todos os centros onde pode-se doar já há algum tempo para que não se aglomerem em um único ponto", disse.
O Itamaraty informou que até agora não há registro de brasileiros entre as vítimas - Andreu Dalmau/Agência Lusa/EPA/Direitos reservados/Divulgação/ND
Todas as estações de metrô e trem foram fechadas. As ruas foram fechadas para carro e ficaram vazias, exceto por pequenas aglomerações em varandas e lojas.
A Câmara Municipal suspendeu todas as atividades da cidade, inclusive as festas de Gràcia, tradicional celebração do bairro catalão que completa seu bicentenário nesta edição. O evento atrai milhares de turistas à cidade, que já costuma ficar cheia durante o verão europeu.
"A Catalunha tem sido e será uma terra de paz e acolhimento. Não deixaremos que uma minoria acabe com um modo de vida que se forjou ao longo dos séculos", disse o governador da Catalunha, Carles Puigdemont.
A prefeita de Barcelona, Ada Colau, que está fora da cidade, disse que "Barcelona é uma cidade de paz". "O terror não conseguirá que deixemos de ser quem somos: cidade aberta ao mundo, valente e solidária."

‘Despacito’ vira ‘De castigo’, e DF investiga agentes penitenciários

Jovem que nasceu sem vagina busca cirurgia para iniciar vida sexual

A jovem Kaylee Moats, de 22 anos, descobriu no final de sua adolescência, aos 18 anos, que sofria de agenesia Mülleriana, uma rara síndrome que a fez nascer sem útero, ovários e canal vaginal. Kaylee foi diagnosticada após procurar ajuda porque sua primeira menstruação ainda não havia acontecido.

"Eu fiquei de coração partido e confusa quando o médico me disse que ele não viu meu útero no ultrassom. Fiquei assustada sobre o futuro porque eu percebi que não poderia ter meus próprios filhos um dia", contou Kaylee em entrevista ao Mirror. 

Como o primeiro exame que Kaylee fez foi o ultrassom, ela ainda não sabia que não tinha canal vaginal, mas ao realizar os outros exames para identificar qual era o problema a jovem acabou descobrindo. "Isso foi ainda pior, porque eu já tinha aceitado que não engravidaria, mas isso me trouxe outra série de preocupações", contou.

jovem"Eles não tinham checado minha vagina ainda, então eu fiz minha própria pesquisa e percebi que tinha a pele ondulada onde deveria ser o furo. Fui até a minha mãe e disse: 'Eu não vejo uma abertura!'. Nós duas começamos a chorar", relembrou Kaylee de quando fez um autoexame e percebeu que não tinha a parte interna da vagina - mulheres com essa síndrome podem ter desde nenhuma abertura, até um mínimo de profundidade vaginal de 3,5 centímetros. 

Namorando há quatro meses, ela contou que no início se sentiu muito insegura a respeito de sua condição, pois acreditava que Robbie Limmer, seu namorado, não saberia lidar.

"Demorei um mês para contar a ele. Ele ficou confuso no começo mas me apoiou e disse que isso não mudaria a forma como me via. Ele não foca na parte sexual do nosso relacionamento porque não podemos fazer nada, já que eu não tenho o mínimo de profundidade vaginal", contou a jovem, que agora procura uma forma cirúrgica para poder iniciar sua vida sexual. 

Os médicos deram a Kaylee quatro opções de cirurgia. No entanto, o procedimento é considerado estético e, portanto, não é coberto pelo seguro de saúde. 

Desde então, Amanda, irmã de Kaylee criou uma página de financiamento coletivo para arrecadar o equivalente a 47,827 mil reais, que deve cobrir os gastos da cirurgia. "Conseguir a cirurgia vai me ajudar a me sentir normal e ter todo o direito sobre meu próprio corpo como qualquer outra garota. Não quero esconder essa parte da minha vida. A parte que será arrumada", completou Kaylee.

Cientistas desenvolvem exame de sangue capaz de detectar câncer com precisão

Pesquisadores do Centro Kimmel para o Câncer, da Universidade Johns Hopkins (EUA), estão desenvolvendo um exame de sangue para detectar o câncer com precisão. A partir de fragmentos de DNA, o teste identificou a presença de tumores em mais da metade dos 138 participantes da pesquisa.
Cientistas buscam por pedaços de DNA do tumor no sangue para detectar câncer (Foto: Pennsylvania State University)Nesses indivíduos, o exame conseguiu identificar tumores de câncer colorretal, de mama, de pulmão e de ovário. A pesquisa, realizada em sangue e amostras de tecido tumoral, recrutou 200 pessoas nos EUA, Dinamarca e Holanda.
O estudo foi publicado nesta quarta-feira (16) na "Science Translational Medicine". A estratégia, ainda em estudo, não é nova na medicina e mais pesquisas estão buscando o teste. No começo do mês, pesquisa publicada na "Nature Communications" conseguiu prever a metástase do câncer de mama.
Para desenvolver o teste, cientistas se baseiam em alterações de DNA encontradas em amostras de tumores biopsiados de pacientes. Depois, os tumores funcionam como "guias" para os erros genéticos que eles devem procurar no sangue.
A tarefa é complexa, segundo pesquisadores, pela necessidade de diferenciar entre as verdadeiras mutações derivadas de câncer e as alterações genéticas normais que ocorrem nas células do sangue.

Famosos lamentam morte do ator Paulo Silvino

Paulo Silvino durante fotos de divulgação do programa Zorra Total em abril de 2016 (Foto: Tata Berreto/Globo)Lucio Mauro Filho, ator, no Instagram: "Mais um mestre parte para outra dimensão, deixando corações partidos. Paulo Silvino, meu amado! Meu pai dirigia o programa 'Balança Mas Não Cai', que era apresentado pelo Silvino. No dia das crianças de 1982, meu Velho abriu uma única exceção durante toda a minha infância e deixou que seu filho palhaço aparecesse no programa. E eu, do alto dos meus oito anos, fiz minha estreia profissional na TV, invadindo a abertura do programa, tirando o microfone do Silvino e apresentando eu mesmo, o especial do dia das crianças. Vejam a importancia desse homem, na minha carreira e na minha vida! Meus sentimentos aos meus amigos Flavio (à quem Paulo dedicou-se de corpo e alma desde que acidentou-se), João Paulo, Isabela e também sua parceira Giseli, mulher guerreira e apaixonada, que cuidou do meu mestre até o o ultimo segundo! Vai com Deus Silvino! Já estou morrendo de saudades".

Leandro Hassum, ator, no Instagram: "Nossa acabei de ver que hj perdi um amigo,conselheiro,parceiro de camarim e um ícone do nosso humor. Paulo Silvino. Merece todos os aplausos deste mundo. E sei que chegará no céu desse jeito que viveu sendo aplaudido de pé"
Bruno Gagliasso, ator, no Instagram: "Tristeza na terra, alegria no céu!"
Marcos Valle, músico, no Facebook: "E hoje nós perdemos a alegria. Grande Paulo Silvino, "Ah, como era grande, ah, como era enorme" o seu talento!"
Andreia Sorvetão, atriz, no Instagram: "Os momentos que me fez rir são inesquecíveis e outro momento marcante pra mim e cheguei a te falar, são as gargalhadas do meu pai com você!! Se meu pai estava assistindo também e dava gargalhada ... pode saber que ele estava assistindo o #PauloSilvino"
Fabiana Karla, atriz, no Instagram: "Te amo para sempre. Obrigada por cada momento e cada risada. Aprendi muito com você. Deus te receba. Agora São Pedro só abre a porta do céu depois de você conferir o crachá!"cara crachá ! Cara crachá"!"
Aparecida Petrowky, atriz, no Instagram: "Obrigada por todos os momentos que nos fizeram rir com o seu humor inesquecível. Meus. Sentimentos para toda a família"
Familiares
Familiares de Paulo silvino também usaram suas redes sociais para lamentar a perda. João Paulo Silvino escreveu em sua página pessoal no Facebook: "Que Deus te receba de braços abertos meu pai amado". Isabela Silvino, filha do ator, agradeceu aos amigos pelas mensagens e afirmou que o pai "foi bem, sem sofrer".

Uma Bíblia e um Boquete