quarta-feira, 5 de julho de 2017

Operação contra irregularidades no transporte do Rio resultou na prisão de 11 pessoas

A Polícia Federal  (PF) divulgou o balanço da Operação Ponto Final, que desarticulou um esquema de corrupção no setor de transportes do Rio de Janeiro.

Resultado de imagem para onibusDe acordo com a PF, 11 pessoas foram presas no total, sendo 10 no estado do Rio de Janeiro e uma em Santa Catarina. 

Também foram cumpridos todos os 30 mandados de busca e apreensão e os três mandados de prisão temporária.Dos nove mandados de prisão preventiva, oito foram cumpridos, e o conselheiro da Fetranspor, o sindicato das empresas de ônibus do Rio de Janeiro, José Carlos Lavouras, é considerado foragido.

A suspeita é de que ele esteja em Portugal e a Interpol já foi acionada para tentar localizá-lo.

Já o ex-presidente do Departamento Estadual de Transportes Rodoviários (Detro), Rogério Onofre, que foi preso em Santa Catarina, chega nesta terça-feira (4) ao Rio de Janeiro e será encaminhado para o sistema prisional do estado.

A Polícia Federal informou ainda que foram apreendidos R$ 2,3 milhões, 17 mil euros, 8 mil dólares e 49 caixas com objetos de valor como joias e relógios, que ainda serão periciados.