segunda-feira, 6 de março de 2017

Coreia do Norte dispara quatro novos mísseis em direção ao Japão

Resultado de imagem para coreia do norteNa Ásia, o clima é ainda mais tenso. A Coreia do Norte disparou quatro novos mísseis em direção ao Japão. A comunidade internacional já fala em ameaça à paz mundial.
Ainda não houve uma confirmação oficial da Coreia do Norte, mas como o país é fortemente monitorado, fica fácil detectar esses lançamentos de mísseis.
Desta vez, os quatro mísseis decolaram de uma base perto da fronteira com a China e foram em direção ao leste. Percorreram cerca de mil quilômetros. Todos caíram no mar, três deles em águas territoriais japonesas.
A condenação, mais uma vez, veio de todos os lados - SeulTóquio, Washington.
Um porta-voz do governo chinês disse que o país condena o lançamento e lembra que Estados Unidos e Coreia do Sul estão fazendo exercícios militares naquela região. E pede calma a todos.
A alta representante da União Europeia para a política externa, Federica Mogherini, disse que os disparos são uma grave ameaça à segurança mundial.
Foi mais um teste, de muitos que já ocorreram, desrespeitando sanções internacionais e diretrizes da ONU, que proíbem que o país de Kim Jong-un desenvolva programas nucleares e balísticos.
Os últimos testes comprovam que houve uma evolução, com a utilização de bases móveis, para lançamentos, mísseis que usam combustível sólido e também são lançados de submarinos.  
Para o primeiro-ministro japonês, a ameaça norte-coreana alcançou um novo patamar.
No começo do ano, a Coreia do Norte disse que estava prestes a lançar - como teste - um míssil intercontinental, capaz de atingir até os Estados Unidos.
Alguns especialistas duvidam que eles já tenham tecnologia para isso.
Mas é unânime que a Coreia do Norte está conseguindo avançar bastante nessa área.