terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Deputado Victório Galli aposta na prisão de Lula para Bolsonaro vencer em 2018

Deputado Victório Galli aposta na prisão de Lula para Bolsonaro vencer em 2018O deputado federal Victório Galli (PSC) não esconde a confiança no candidato do seu partido para as eleições em 2018. O deputado prevê que o “trabalho do juiz Sérgio Moro” vai favorecer diretamente o deputado Jair Bolsonaro (PSC).

“Está cedo ainda, a eleição é ano que vem. Tudo agora é especulação. Tem gente aí que está com o nome para presidente, mas nem sabe se vai ser preso ou não.”, ironiza o deputado de Mato Grosso que também é pastor da Igreja Assembleia de Deus.

Segundo pesquisa recente da Confederação Nacional do Transportes (CNT), Bolsonaro ocupa o segundo lugar nas intenções de voto para presidente. O presidenciável do PSC, por sua vez, é o preferido de 6,5% dos entrevistados. “Bolsomito”, como é chamado por seus admiradores, fica atrás apenas do ex-presidente Lula (PT), que detém 16,6% dos votos.

A diferença não assusta Galli. O deputado lembra que as eleições ainda estão distantes e que muita coisa pode mudar no cenário político do país, inclusive a prisão de figuras que estão no páreo. Para isso, ele aposta no andamento da Operação Lava Jato:

“A eleição é ano que vem, espera um pouquinho, deixa o Moro terminar o serviço dele”, ironiza o deputado referindo-se ao juiz Sérgio Moro, magistrado responsável pelos processos advindos da operação.  

Qualidades 

Para Galli Bolsonaro tem as características ideais e raras consideradas essenciais para ocupar a presidência. Entre estes pontos positivos, o deputado destacou a lisura do candidato que, segundo ele, não é “ladrão”.

“Uma das melhores características dele, que todo político tem que ter, é a de não ser ladrão. Depois disso, ele vai montar a sua equipe, a equipe de qualidade é que faz o presidente ter sucesso”, comentou.