domingo, 1 de janeiro de 2017

Papa condena ataque em Istambul e a 'mancha de sangue que envolve o mundo'

Resultado de imagem para papaO Papa Francisco condenou neste domingo (1) o atentado em Istambul, no qual morreram 39 pessoas, e criticou "a praga do terrorismo e essa mancha de sangue que envolve o mundo com uma sombra de medo e de perda".
"Infelizmente, a violência também aconteceu nesta noite de celebração e esperança. Com profunda dor, expresso minha proximidade ao povo turco, minhas preces pelas muitas vítimas e feridos, e por toda a nação em luto", disse o papa após a oração do Ângelus.
"Peço ao Senhor que apoie todos os homens de boa vontade que fazem frente à praga do terrorismo e a essa mancha de sangue que envolve o mundo com uma sombra de medo e de perda", acrescentou o pontífice.
Francisco discursou da janela do Palácio Apostólico do Vaticano perante 50 mil fiéis, que se reuniram na Praça de São Pedro para a celebração do Dia Mundial da Paz.
O papa destacou que a paz se constrói "dizendo 'não' ao ódio e à violência e 'sim' à fraternidade e à reconciliação", e ressaltou que "este ano será bom na medida em que cada um de nós, com a ajuda de Deus, tentar fazer o bem dia após dia".
"Há 50 anos, o beato papa Paulo VI começou a comemorar nesta data o Dia Mundial da Paz para reforçar um esforço comum dirigido a construir um mundo pacífico e fraterno", lembrou.
"Na mensagem deste ano, propus assumir a não violência como estilo para uma política de paz", acrescentou Francisco.
O atentado terrorista na Turquia aconteceu às 1h30 (hora local, 20h30 de Brasília) contra a boate Reina, localizada às margens do Estreito de Bósforo, durante uma festa de Ano Novo.
O ataque deixou pelo menos 39 mortos e 69 feridos.