segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Lama de parque industrial soterra prédios na China; equipes buscam desaparecidos


Mais de mil integrantes de equipes de resgate estão envolvidos em operações de emergência para encontrar sobreviventes de um deslizamento que atingiu 33 edifícios na cidade de Shenzhen, no sul da China.
Pelo menos 91 pessoas seguem desaparecidas e 900 foram retiradas da região após o desastre, que ocorreu no domingo.
Segundo as autoridades locais, uma enorme montanha de terra e de detritos de construção perdeu estabilidade e caiu, soterrando vários prédios.
Shenzhen é uma das maiores cidades da China e também um grande centro industrial do país. Ela fica na província de Guangdong, no sul.
O desastre soterrou uma área de 380 mil metros quadrados, cobrindo com até 10 metros de lama um parque industrial, como informou o Serviço de Emergência de Shenzhen pelas redes sociais.
A agência de notícias Xinhua disse que o deslizamento provocou uma explosão de um gasoduto. Trabalhadores limparam cerca de 400 metros de uma tubulação danificada e agora estão consertando-a.
O governo chinês disse, por meio de um comunicado oficial em seu site, que investigações iniciais indicam que o deslizamento ocorreu quando uma pilha de terra, pedaços de cimento e outros detritos de construção perdeu a estabilidade.
De acordo com o comunicado, "como a pilha era muito grande e o ângulo da inclinação era muito íngreme isso levou à perda da estabilidade e ao colapso''.
O diário People's Daily disse que a pilha de dejetos se formou em uma antiga pedreira convertida em área de depósitos. Tanto a entrada como a saída do local estavam bloqueados por detritos industriais.
Moradores locais foram retirados da área no entorno do acidente. Testemunhas do desastre contam ter ouvido um forte barulho no momento do deslizamento.
Imagens registradas por um cinegrafista amador e exibidas na TV estatal mostram uma maré de lama vermelha que rapidamente foi engolindo e esmagando edifícios.
Um outro vídeo registrada por uma testemunha do desastre e postado pelo jornalBeijing Daily mostra nuvens de terra e detritos voando no ar enquanto a pilha de dejetos desaba.